Blog

Relação entre hipertensão e doença renal crônica

By 8 de setembro de 2020 No Comments

Os rins têm papel essencial em nossa saúde: são eles que filtram o sangue para eliminar substâncias que fazem mal ao nosso organismo, como ureia e ácido úrico. Eles mantêm equilibrados os níveis de sódio, potássio, cálcio, fósforo e magnésio, mantém o sangue com pH constante e contribuem para a produção de hormônios. Eles também são importantes na regulação da pressão arterial: se o indivíduo tem uma elevação de pressão porque comeu muito sal, seus rins, sendo saudáveis, ajudam a expelir sódio e água – o que reduz o volume do sangue e, assim, ajuda a manter a pressão dentro dos valores normais.

Por essa relação tão forte, o que ocorre com um pode influenciar no outro. Por isso, todo cuidado e atenção!Relação entre hipertensão e doença renal crônica

Causa e consequência

Sabe-se que a hipertensão arterial pode levar o paciente a desenvolver doença renal crônica. E quem tem algum problema renal tem grande probabilidade de ter hipertensão, que aumenta progressivamente conforme o rim se deteriora. Ou seja, um pode causar o outro, que piora o primeiro.

Os rins doentes retêm mais sal, produzem substâncias vasoconstritoras e aumentam a atividade do sistema nervoso simpático. Todos estes mecanismos ocasionam elevação da pressão. 

Portanto, há necessidade de manter a pressão controlada para preservar os rins e cuidar dos rins para prevenir a elevação da pressão arterial.

Como muitas das doenças de que falamos, a prevenção das doenças renais crônicas está ligada ao estilo de vida e hábitos. O ideal é manter boa alimentação, praticar atividades físicas e fugir dos vícios para não desenvolver diabetes, hipertensão, obesidade ou doenças cardiovasculares.

Decio Mion

About Decio Mion