Blog

Paulistas não controlam hipertensão, diabetes e colesterol, de acordo com estudo

By 21 de outubro de 2020 No Comments

Os paulistas não controlam os principais fatores de risco para o coração, de acordo com o Epico (Estudo Epidemológico de Informações da Comunidade), da SOCESP (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo). Para tal constatação, foram avaliados quase 9 mil pacientes, de 32 municípios em 300 unidade básicas de saúde. O mais alarmante é saber que a hipertensão, o diabetes e o colesterol chegam a ter índices de controle zero.

 

Os números assustam

 

Até os pesquisadores foram pegos de surpresa com os números revelados pelo estudo. Cerca de 48% dos pacientes não controlavam a pressão arterial, apenas 25% estavam com a glicemia dentro dos valores considerados normais e somente 16% dos que apresentaram colesterol alto, preocupavam-se em controlá-lo.

 

Tais dados refletem-se diretamente no fato de que, na última década, o Estado de São Paulo não teve queda no número de mortes cardiovasculares. Esses dados são ainda mais preocupantes em meio à pandemia do novo coronavírus, já que a covid-19 causa mais impacto nos cardiopatas, ou seja, eles se enquadram nos grupos de risco da doença.

 

O perigo está em todo o mundo

 

Não é só em São Paulo que as doenças cardiovasculares preocupam. Elas matam milhares de pessoas no Brasil e no mundo todos os anos. Em nosso país, estima-se que 400 mil pessoas vão a óbito devido à doença e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no mundo, esse número é de 17,9 milhões.

 

É preciso cuidar do coração

 

Mudanças de hábitos já são grande parte da resolução do problema. É claro que idas regulares ao médico também são necessárias, mas mudar os hábitos é, com certeza, um primeiro passo. Lembre-se de:

 

  • Praticar atividades físicas regulares;

  • Levar uma vida balanceada;

  • Focar em uma dieta saudável;

  • Não fumar;

  • Não exagerar no sal, açúcar e gordura.

 

Se você mora com outras pessoas, incentive-as! Em grupo, essas escolhas se tornam bem mais fáceis.

Decio Mion

About Decio Mion