Blog

Associação entre padrões alimentares saudáveis e risco de doença cardiovascular

By 10 de julho de 2020 No Comments

Os padrões alimentares saudáveis já são um tema recorrente aqui no blog e nas minhas redes sociais. Hoje, trago um estudo publicado em junho no Journal of the American Medical Association (JAMA) que associa os padrões alimentares saudáveis e o risco de doença cardiovascular.

 

A pergunta inicial para desenvolvimento do estudo foi: existem associações de diferentes padrões de alimentação saudável com o risco em longo prazo para doença cardiovascular? E, para chegar a um resultado satisfatório, foram analisados homens e mulheres com até 32 anos de acompanhamento. O resultado foi que sim: maior adesão a vários padrões alimentares saudáveis estão associados a menor risco de doença cardiovascular.

 

Padrões alimentares saudáveis

 

Mas afinal, o que são padrões alimentares saudáveis? Simplesmente mudar os hábitos alimentares, tendo como foco uma dieta rica em nutrientes, como  minerais, proteínas, fibras e vitaminas. É sobre fazer melhores escolhas no momento de montar seu prato. Pense que temos basicamente 5 grupos:

padrões alimentares saudáveis

  • Frutas;

  • Legumes;

  • Alimentos ricos em proteínas;

  • Pão, cereais e massa;

  • Produtos lácteos.

 

Além disso, precisamos saber o que cada alimento representa. Por exemplo, as fibras (componentes presentes nos alimentos vegetais) são ingeridas por meio de frutas, legumes, pães integrais, arroz integral, sementes, etc. Já as proteínas são encontradas em carnes, peixes, leite, ovos, queijo, feijão, vegetais, grãos, etc.

 

Sem exagerar

 

Gorduras, açúcar e sal são essenciais para a nossa sobrevivência. Entretanto, precisam ser consumidos com moderação.

No caso das gorduras, é preciso evitar, principalmente, as saturadas. Opte sempre por alimentos com níveis mais baixos de teor de gordura, como carne magra (assada, cozida, grelhada, nunca frita), óleos vegetais, peixes, aves, ovos e dê preferência à margarina em vez de manteiga.

Já no caso do açúcar, evite refrigerantes e sucos industrializados, entre outros.

 

E, por fim, um dos maiores inimigos da pressão arterial: o sal. Coloque com moderação; já falei aqui que os brasileiros ingerem mais sal do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Não exagere.

 

Para acessar o estudo completo, clique aqui.

Decio Mion

About Decio Mion