Blog

Hipertensos casados têm mais chances de controlar a pressão do que os solteiros

By 15 de abril de 2021 No Comments

Será que o relacionamento pessoal interfere no controle da pressão arterial? Diz uma pesquisa que sim: ela foi realizada com 253 pacientes que passaram pelo ambulatório Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

 

A autora do estudo premiado no 27º Congresso da Sociedade Brasileira de Hipertensão é Mayra Cristina de Luz Pádua Guimarães, orientada pela Profa. Angela Pierin da Escola de Enfermagem (EE) da USP.

 

Mais do que o dobro de chances

 

Os resultados mostraram que tanto homens quanto mulheres casadas ou em união estável têm 2,3 vezes mais chances de controlar a pressão arterial quando comparados a solteiros, viúvos e divorciados, ou seja, o estado civil tem potencial de interferência no controle da pressão.

 

Homens (39,3%) e mulheres (61,7%) acima de 18 anos (com média de 60 anos) compuseram o grupo estudado com 52,8% das pessoas casadas, levando em consideração:insta-casados-controle-pressao

 

  • Informações biossociais;

  • Etilismo;

  • Tabagismo;

  • Morbidades;

  • Medicamentos em uso;

  • Atividades físicas.

 

Outros resultados

 

Outras observações e dados foram retirados do estudo; entre eles, o de que 69,2% dos hipertensos estavam com a pressão arterial controlada – essa taxa de controle dos hipertensos é similar à de países desenvolvidos, o que surpreendeu os pesquisadores.

 

Além disso, 90% dos participantes informaram fazer tratamento medicamentoso e o estudo observou que o uso de muitos medicamentos interferia no índice de controle da pressão.

 

Controle não retrata a realidade do país

 

Apesar da porcentagem observada no estudo, essa não é a realidade brasileira. Ainda há um grande desafio da comunidade científica para o controle de pressão arterial. Portanto, todo cuidado é pouco. É preciso acompanhamento médico, medidas de pressão, no mínimo, anuais e controle constante da pressão para aqueles diagnosticados como hipertensos.

 

Hoje, no Brasil, 31% dos adultos e 60% dos idosos são hipertensos. É preciso adesão ao tratamento, o que exige comprometimento por parte do paciente. Cuide-se!

Decio Mion

About Decio Mion