Blog

Fiocruz identifica aumento de consumo de açúcar durante a pandemia

By 30 de junho de 2021 No Comments

O aumento de consumo de açúcar é preocupante em qualquer circunstância – durante a pandemia então, quando as pessoas estão mais reclusas e praticando menos ou nenhuma atividade física, é mais ainda! Lembrem-se de que quando ganhamos peso a pressão sobe!

 

Uma pesquisa realizada entre abril e setembro de 2020, pela Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz detectou que houve, sim, aumento de consumo de alimentos considerados não saudáveis (ultraprocessados), especialmente de chocolates e doces.

 

Além do ganho de peso

 

A primeira coisa que possivelmente vem à cabeça quando falamos sobre o consumo de açúcar é o ganho de peso. O famoso medo de engordar e ganhar uma gordura localizada que antes não estava lá. Entretanto, esse não é o maior dos problemas, visto que ele pode desencadear muitos outros.

 

A circunferência abdominal pode influenciar no risco de outras doenças; a própria Organização Mundial de Saúde – OMS impõe limites saudáveis para a gordura abdominal em homens (até 94 cm) e mulheres (até 80 cm).

 

Entre as demais doenças pelo excesso de peso, a hipertensão está incluída. Sim! O vilão aqui não é somente o sal. Também há maiores riscos de desenvolver:

 

  • Diabetes

  • Cáries

  • Doenças cardiovasculares

  • Obesidade

  • Esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado)

 

Além disso, há o risco de síndrome metabólica, um distúrbio no metabolismo derivado da associação entre fatores de risco como pressão alta, aumento da gordura abdominal, níveis altos de colesterol ruim (LDL), baixos de colesterol bom (HDL) e altos dos triglicérides.

 

O corpo dá sinais

 

Se você está consumindo açúcar de forma exagerada, não se engane: seu corpo dará sinais e o espelho e a balança mostrarão o aumento de peso e, consequentemente, a pressão também subirá.

 

Tudo isso acontece porque nosso organismo digere rapidamente os carboidratos simples (doces) que têm alto índice glicêmico, gerando assim um pico de glicemia. A resposta do corpo é produzir um alto nível de insulina para armazenar o excesso de carboidrato como gordura; neste processo também são liberados hormônios do prazer, como a dopamina e a serotonina.

 

Consumo ideal

 

O recomendado é consumir até 25 gramas de açúcar por dia; isso equivale a 6 colheres de chá de açúcar aproximadamente. Entretanto, sabe-se que os brasileiros consomem três vezes mais do que a quantidade recomendada.

 

Antes da pandemia, o consumo de açúcar era 5% menor (de 41% para 47%), além disso, houve queda do consumo de verduras e legumes, de 4% (de 37% para 33%).

 

Fique atento ao excesso de açúcar: evite refrigerantes, doces, alimentos ultraprocessados e cuide da sua saúde bucal!

Decio Mion

About Decio Mion