Blog

Atividade física no lazer traz benefícios à saúde, diferente da realizada no trabalho

By 5 de maio de 2021 No Comments

Um estudo dinamarquês mostrou resultados de que a atividade física durante o lazer traz benefícios à saúde, enquanto aquela realizada no trabalho tem resultados opostos quando falamos de mortalidade e saúde cardiovascular. O que isso significa? Que a atividade ocupacional foi associada a maiores riscos.

 

Para chegar a tal conclusão, foram observados mais de 100 mil indivíduos, com idades entre 20 e 100 anos, no Copenhagen General Population Study (Estudo de População Geral de Copenhague, na Dinamarca), que nos anos de 2003 a 2014 tiveram medições basais.

 

Foram utilizados questionários sobre lazer e atividade física ocupacional classificando os participantes como atividade baixa, moderada, alta e muito alta em ambas as categorias. Os modelos de regressão de Cox foram ajustados para 20 fatores de confusão em potencial, incluindo os socioeconômicos, como coabitação, estado civil, educação e renda familiar.

atividade física no lazer

 

Paradoxo da atividade física

 

Essas descobertas fortaleceram o chamado “paradoxo da atividade física”, pois reforçam que um exercício não tem o mesmo efeito que outro. Além disso, foi observado um risco aumentado de 18% de mortalidade por todas as causas entre homens, mas não em mulheres, com alta atividade de trabalho.

 

Frequência cardíaca

 

Ao que tudo indica, o grupo de pacientes que praticava atividade física ocupacional, não mostrou aumento da frequência cardíaca durante o trabalho, sendo ela de baixa à moderada, não atingindo níveis altos o suficiente para a aptidão cardiorrespiratória.

 

Por que esse feito oposto? Porque as atividades físicas de lazer incluem exercícios de maior intensidade e durações mais curtas; já as ocupacionais envolvem movimentos mais estáticos e de menor intensidade durante o período de 7 ou 8 horas por dia, já que equivale ao dia de trabalho.  

 

Estudos que falam sobre atividades ocupacionais são limitados, mas a ideia de que algumas delas possam ser prejudiciais não é nova. Nesse acompanhamento médio de 10 anos, houve:

 

  • 7.913 (7,6%) MACE (infarto do miocárdio fatal e não fatal, acidente vascular cerebral fatal e não fatal e outras mortes coronárias).

  • 9.846 (9,5%) mortes por todas as causas.

 

Pratique atividades físicas

 

Por mais que você trabalhe com algo que envolva uma atividade ocupacional, não deixe de praticar atividades físicas fora do trabalho. Elas são muito importantes e grandes aliadas da nossa saúde e pressão arterial – diminuem os riscos de hipertensão e doenças cardiovasculares: lembre-se disso!

Decio Mion

About Decio Mion