Blog

As emoções e a pressão alta: será que existe relação?

By 17 de junho de 2022 No Comments

Você já achou que alguma situação fez sua pressão subir? Muita gente se preocupa com o resultado e acha que corre risco de saúde, mas é importante entender o funcionamento dos batimentos cardíacos antes de se desesperar. E já adianto: as emoções e a pressão alta têm, sim, relação. 

É comum quando alguém sente uma grande emoção, logo começar a passar mal e achar que precisa ir ao pronto-socorro ou tomar algum tipo de medicação para baixar a pressão. É como se a emoção causasse uma espécie de emergência médica e houvesse até risco de vida, mas está bem longe de ser assim. 

Na realidade, essas mudanças causadas pelas emoções, que elevam a pressão, são completamente normais. A pressão oscila em minutos – a cada batida do coração existe uma pressão diferente, você sabia? 

Por exemplo, se eu pedisse para um estudante de medicina, com a pressão normal de 12 por 8, realizar cálculos aritméticos, a pressão dele poderia aumentar. Essa situação não significa uma doença ou algo perigoso, a hipertensão só acontece quando a pressão está alta mesmo em repouso.

As emoções que elevam a pressão

Essas elevações, relacionadas a emoções e a pressão alta, não têm nenhum significado, pois são uma resposta natural do organismo. Quando acontecem, há aceleração dos batimentos cardíacos, e isso faz com que seja preciso maior circulação de sangue.

O fluxo maior faz com que a força em relação às paredes das artérias também aumente, e esse mecanismo do organismo gera a elevação da pressão. Se a pessoa conseguir ficar em repouso, após as emoções se acalmarem, a pressão alta tende a baixar normalmente.

Saiba que, quando se está nervoso, o ideal é nem medir a pressão, pois naturalmente o resultado não estará adequado. “Mas Dr., corro risco de vida no caso de uma emoção muito forte?” Não, é muito raro que um infarto ou Acidente Vascular Cerebral (AVC) aconteça pela pressão em pessoas sem hipertensão. 

Agora que você sabe a relação entre as emoções e a pressão alta, não significa que você pode usar isso como desculpa. Saiba que se os seus pais forem hipertensos, o risco de você desenvolver a doença é ainda maior. O ideal é não faltar nas consultas médicas e ficar de olho na pressão, já que a hipertensão é uma doença assintomática. Ficou com alguma dúvida? Me acompanhe nas redes sociaispublico conteúdos semanalmente sobre hipertensão, doenças renais e recomendações para a qualidade de vida!

Decio Mion

About Decio Mion