Blog

Adesão às recomendações: você é parte do processo para evitar o coronavírus COVID 19

By 24 de março de 2020 No Comments

O conceito de adesão é sempre muito atual porque, quando o paciente segue as orientações do médico, o resultado é melhor. Sabemos que os pacientes não aderentes gastam mais e têm um resultado pior. O segredo da adesão é o paciente cumprir a sua parte no processo, ou seja, ter um papel ativo em seu tratamento.

 

Paralelamente, vivemos em uma sociedade que cobra muito, o tempo todo, resultados rápidos – novamente, a atuação do paciente em seu próprio tratamento será essencial para resultados eficientes e possivelmente mais rápidos do que se não houver adesão.

 

Para começar e conquistar a adesão do paciente, o médico precisa conversar com ele e entender não só o seu quadro médico, mas também suas condições de corpo e mente. Afinal, nossos hábitos se refletem em nossa saúde e em como vamos reagir às orientações médicas, não é?

 

Feito esse entendimento, agora é a vez do paciente – ele precisa entender que o médico não fará milagre: se ele não tomar os remédios indicados, não fizer os procedimentos e exames solicitados e cumprir tudo aquilo que o médico recomenda, não vai adiantar. Por isso, médicos, nutricionistas, psicólogos e outros profissionais da área da saúde devem ter uma boa relação com o paciente. É necessário trabalharmos em conjunto.

 

Quando essa equipe multidisciplinar entra em cena, os resultados são geralmente bastante positivos. Procedimentos complementares são indicados por diversos profissionais para que, ao mesmo tempo em que o paciente trate o corpo, trate também a mente. Além disso, a relação entre médico e paciente muda, tornando-se mais estreita – deixando de ser, em muitos casos, distante e fria, como tantos pacientes reclamam.

 

Adesão nunca foi tão importante!

 

No momento atual, em que o coronavírus chegou ao Brasil e ainda terá seu pico em número de casos, esse conceito é ainda mais importante. Adesão ao isolamento e à higiene pessoal é fundamental para que o menor número possível de pessoas entre em contato com o vírus – refletindo-se, assim, em um menor número de óbitos.

 

Combater a propagação do COVID-19 é responsabilidade dos governos, dos órgãos de saúde e dos profissionais de medicina? Sim! E é, também, uma responsabilidade de cada cidadão!

Decio Mion

About Decio Mion