P-3000

By 15 de fevereiro de 2016 Respondidas No Comments

Pergunta:Doutores, Bom dia Gostaria de saber, se existe, tratamento sem intervensão cirurgica para o intupimento de arteria, pois eu tenho 30 anos e ontem passei no médico e segundo os meus exames de esteira, constatou que posso ter arterias obstruidas. Pergunto: Este exame é o suficiente para diagnosticar ? Qual seria outro exame? tem medicamentos anturais que podem ajudar no tratamento? As arterias podem ser limpas em com um regime forte? O medicamente no meu caso ( 30 anos), deverei tomar para a vida toda? Desde já, agradeço a atenção de todos. Minhas informações Tenho 30 anos, não fumo, não bebo bebidas alcoolicas, até uns 05 anos atras tinha uma vida bem agita, praticava divetros esportes, hoje não faço mais nada, que niveis de colesterol estão altos. Fábio Machado
Autor:Fábio Nunes Machado
Data:2/4/2008 – 8:28


Respostas

Autor: Katia Coelho Ortega
Data: 5/4/2008 – 17:50
Resposta: Prezado Fabio A doença coronária geralmente é diagnosticada pela presença de dor anginosa e/ou por meio de exames complementares não-invasivos específicos, como o teste de esforço, a cintilografia com radiosótopos (MIBI, tálio 201), o ecocardiograma com estresse e a angiotomografia coronária, cujos resultados reforçam a suspeita clínica. Sendo esses exames não-invasivos positivos, o médico necessita conhecer precisamente o local das eventuais obstruções, o número dessas obstruções coronárias e o estado de contração do músculo cardíaco para poder confirmar a suspeita diagnóstica e escolher a forma de tratamento mais adequada para cada caso. O único exame que fornece essas informações com exatidão é a cinecoronariografia, feita por meio das técnicas de cateterismo cardíaco. O cateterismo é realizado introduzindo-se uma pequena sonda, chamada cateter, em uma artéria periférica (do braço, da virilha ou do pulso), que é conduzida até a origem das coronárias. Quando o cateter atinge o orifício desses vasos, injeta-se contraste iodado e a coronária é filmada em várias posições, o que fornece o diagnóstico de certeza e determina a conduta a ser tomada. Este exame, altamente informativo e conclusivo, apresenta riscos muito baixos, controláveis no próprio laboratório de cateterismo cardíaco. Portanto, a conduta a ser tomada em seu caso, se tratamento clínico ou cirúrgico, dependerá da sintomatologia e do resultado de outros exames. Converse com seu médico. Atenciosamente Katia Coelho Ortega e Giovanio Vieira da Silva Supervisão: Prof. Dr. Décio Mion Jr.